6-5 WordPress Como CMS – Conclusão